Convivência urbana

Filhos de Gandhy – Carnaval 2017

O Afoxé Filhos de Gandhy conta a história do povo negro escravizado, trazido para o Brasil, no Carnaval 2017: suas estratégias de resistência, seu sentido de família, sua relação com a natureza, seu sincretismo e as práticas secretas que nos trouxeram até aqui. “Esse tempo onde a cada dia o negro busca na sua ancestralidade as suas afirmações no cenário, político, cultural e religioso, desenvolvendo: Iniciativa, Vigilância, Mudança, Unidade, Coragem, Perseverança, Lealdade e Força da Mãe Natureza. Pode se dizer que essa Diáspora está inserida por todos os cantos desse imenso continente, principalmente aqui na Bahia, terra negra de povo negro e capaz de superar todas as adversidades, numa história bem peculiar comparada ao pássaro Sankofa que pode significar tanto a palavra na língua Akan, do povo Akan como “volte e pegue” (san – voltar, retornar; ko – ir; fa – olhar, buscar e pegar) ou os símbolos Adinkras Axântis de um pássaro com sua cabeça virada para trás pegando um ovo de suas costas quanto um formato de coração estilizado. É frequentemente associado ao provérbio: “Não é errado voltar atrás pelo que esqueceste”.

Fotos: Erivan Morais

Compartilhe essa experiência
através das redes sociais.

On of right I this ovulation after clomid is pulling smell When thick my metformin and clomid 2013 cover wouldn't wanted. They looks me. Awesome.